A arte é bela e a vida sem ela não tem sentido! Existe sensação melhor do que criar?

Sábado, 19 de Abril de 2008
Há tecnicas e há técnicas!!!
Sinceramente não entendo o estado da arte actual (e do publico de arte). Quando um artista pinta ou desenha com alguns erros técnicos é acusado de amador, de naif , de inexperiente, etc. . Curiosamente já me aconteceu várias vezes o inverso. Já ouvi imensas vezes o comentário: "Você colou fotografias na tela!" na ultima vez que isso aconteceu eu respondi que não, que é tudo pintura e o individuo continuou a teimar que era fotografia e que eu ando a enganar o publico! Que estupidez, se não se sabe pintar é porque não se sabe, se se pinta bem é porque se está a enganar o publico.
Será que não se pode fazer figuração com um mínimo de qualidade? Será que os pintores realistas são tão poucos que são apelidados de "fraudes"? Continuo a não entender como se valoriza tanto esses "pseudo-artistas" abstractos e ditos conceptualistas que muitas das vezes nem sequer sabem desenhar, pintar e nem têm conhecimentos de história da arte. Há uns tempos atrás até conheci um "pintor" que pinta uns Pollocks " e que me disse: "A minha pintura é de carácter conceptual!" São tão abstractos e tão inovadores que muitas vezes não se apercebem que são uma cópia ranhosa " de artistas que já tiveram momentos de glória no passado. Conceptual? Uma obra conceptual será algo bastante pensado e ponderado. Será uma pintura planeada à máxima exaustão, ou como nos anos 70, será uma obra em que a intenção é 99% mais importante que o objecto artístico . Curiosamente o mercado (galerias, coleccionadores, etc. ) continuam a fechar-me as portas ou abri-las muito pouco. Alguma coisa está mal e não acredito que seja eu. A minha pintura não tem nada de magnifico, mas sei o que estou a fazer e porque o estou a fazer.
Para terminar devo acrescentar que o publico estrangeiro me tem apoiado bastante e tem gostado muito da minha pintura


publicado por miguelfazenda às 14:18
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 2 de Abril de 2008
Exposições

Terminaram no passado dia 30 de Março três exposições individuais, uma em Coimbra, uma na Batalha e outra em Almeirim. Estou muito feliz pelos resultados alcançados. Apenas tenho uma coisa a criticar. É incrivel a incompetencia de "alguém" na Camara Municipal de Coimbra. Digo "alguém" porque não sei de quem é a culpa e não acredito que seja da Câmara. Passo a contar. Foi-me solicitado com um mês de antecedência o envio de fotografias de obras e um texto para a divulgação da exposição (convites, nota de imprensa). Eu entreguei uma lista de endereços para os quais gostaria que enviassem convites e ainda pedi alguns para mim, para eu entregar em mão. Curiosamente não houve divulgação e até ao dia da inauguração ninguem tinha recebido os convites. No dia da montagem da exposição recebo um telefonema da Câmara a pedir fotografias e um texto, coisa que eu já tinha entregue a outro funcionário. Concordei em enviar de novo e falei com o funcionário a quem já tinha entregue o material, a que ele me respondeu "não se preocupe!". Curiosamente nem pagina oficial da Camara Municipal de Coimbra, na internet apareceu a divulgação. Eu fiquei aborrecido, mas pensei que teria havido algum imprevisto e tentei "esquecer". Curiosamente no dia 28 de Março (vespera da exposição terminar) é que os meu convidados recebem o convite em CORREIO AZUL. Sinceramente não entedo o que se passou. Alguem falhou e não fui eu. A falta de respeito pelos artistas menos conhecidos é incrivel. Nunca me tinham tratado assim. "É o país em que vivemos!"



publicado por miguelfazenda às 19:31
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 5 de Setembro de 2007
Cuidado com o "gato por lebre"
Neste blog tenho referido as vantagens de comprar obras de arte, para as pessoas terem cuidado com o que compram, etc.
Todas as pessoas que conhecem um pouco de história da arte sabem que muito pintores que hoje são famosos e que o seu trabalho é reconhecido, em vida chegaram a passar fome e eram considerados malditos. Mas na sua vida nunca abdicaram do que era mais precioso para eles: A veracidade da arte. Se é verdade que à uns séculos atrás o pintor era mestre e tinha vários assistentes (aprendizes) que realizavam parte das suas pinturas, já à muitas dezenas de anos que o artista é reconhecido pelo seu trabalho a solo. Era ridículo se Van Gogh tivesse pintado os “girassóis” a meias com outra pessoa, ou que a “Guernica” de Picasso tivesse sido pintada pelos seus pupilos. Estou a dizer isto porquê? Tenham cuidado com o que compram. A arte (genuína) valoriza com o passar do tempo, mas a arte que não presta, nunca vai valer nada. A mim não me incomoda ver pessoas a comprar pinturas no IKEA ou numa loja de móveis, ou numa feira, sabendo que aquilo é pintado numa fábrica por várias pessoas. Tem o seu valor decorativo, mas não tem qualquer valor artístico. Estou a escrever isto porque existem por aí certas pessoas que se intitulam de “artistas plásticos”, mas não passam de “charlatães” e “aldrabões” que fazem tudo para ganhar uns Euros à custa das pessoas de boa fé. Artista que é artista tem dignidade e não faz “parcerias” a pintar telas, a não ser que seja trabalho de grupo assinado por duas pessoas. Tenham cuidado quando encomendarem retratos e outro tipo de telas. Não comprem “gato por lebre”.


publicado por miguelfazenda às 22:24
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

Terça-feira, 21 de Agosto de 2007
Roubo de obras de Arte
Acho que é importante lembrar todas as pessoas que compram obras de arte, sem ser directamente ao artista, para pedirem sempre um "Certificado de Autenticidade", assinado pelo artista.  Para não correrem o risco de comprar falsificações, obras roubadas ou obras que não foram pagas ao artista. Gente desonesta há em todo o lado e nunca se deve facilitar.


publicado por miguelfazenda às 20:13
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 16 de Agosto de 2007
Remix

Esta semana comecei a fazer duas versões de telas que já tinha pintado e que a crítica tem gostado muito. Estou a falar da tela Welcome Home sanitarium )" e da tela "Multidão" (a das ovelhas). Mais cor, mais movimento, enfim, bastante melhores (na minha opinião).

 

 

"Multidão"

 

 

"Welcome Home Sanitarium )"

 

Podem ver mais imagens em www.miguelfazenda.com.sapo.pt

Em breve estarão lá mais telas novas.



publicado por miguelfazenda às 23:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 10 de Agosto de 2007
Exposições, procura-se!!

Estamos agora a entrar nos últimos quatro meses de 2007, está na hora de começar a pensar em 2008.

Venho então pedir aos leitores deste blog ou visitantes do meu site ( www.miguelfazenda.com.sapo.pt ) que conheçam espaços/galerias/decoradores/etc, e que me consigam arranjar exposições, para me contactarem. A divulgação é muito importante para a arte. Ajudem um artista a mostrar o seu trabalho ao público.

Felizmente, em 2007, tenho tido imensas exposições individuais. Em 2008 gostava de ter igual ou melhor.



publicado por miguelfazenda às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 9 de Agosto de 2007
Retrato a óleo

 

Acabei hoje este retrato que me encomendaram na Segunda-feira.

 

Encomende já o seu retrato a óleo com o formato 50 x 40 cm, por apenas 150€  (só uma cara e com o fundo simples. Por cada cada cara extra 50€.)

 

Como podem reparar, o preço é bastante barato. Aproveitem.

Podem ver o portfólio e os contactos em: www.miguelfazenda.com.sapo.pt

 



publicado por miguelfazenda às 18:43
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito

Quarta-feira, 8 de Agosto de 2007
Compras directas ao Artista

 

Decidi escrever este Post porque acho que deveria esclarecer alguns aspectos do mundo da arte.

Normalmente os artistas vendem a sua obra por intermédio de Galerias de Arte. Fazem-no porque, normalmente, as galerias têm um espaço aberto ao publico e têm uma série de contactos com coleccionadores, investidores, etc...

Querem saber se há vantagens em comprar directamente aos artistas? Existem muitas vantagens. Espero que nenhum galerista esteja a ler isto, e se estiver, que não me interprete mal.

Vou então tentar enumerar algumas vantagens:

 

  1. Estão a apoiar a criação artística . Como o artista não vai pagar comissão à galeria, ganha mais dinheiro que pode investir na criação de novas obras;
  2. Podem comprar ligeiramente mais barato, porque o artista não vai pagar a comissão da galeria (ganha o artista e ganha o comprador);
  3. O artista passa o Recibo, como a galeria ( e pode meter no IRS ou IRC);
  4. Pode fazer encomendas directamente, sem intermediários, ficando o artista com uma ideia mais concreta do que o cliente quer;
  5. Tem garantia, como na galeria (provavelmente mais do que os 2 anos a que a lei obriga);
  6. etc.

Não me estou a recordar de mais nenhuma que seja muito relevante, entretanto vou acrescentando a lista.

Podem perguntar porque decidi falar disto. É muito simples. A maioria das pessoas acha que os artistas estão ricos porque vendem as telas muito caras. Isso é um enorme equivoco (exceptuando os grandes artistas: Paula Rego, Pomar, Resende, Graça Morais, etc). Fiquem a saber que retirando as comissões à galeria, os materiais e o transporte, o artista recebe menos de 50% do valor de venda ao público (sem iva). Desse valor que o artista recebe, ainda tem que pagar IRS e Segurança Social. É uma miséria de lucro. Imaginem uma tela que esteja à venda por 1210€, disto vai retirar-se o iva ( para o estado) e ficam 1000€. Destes mil euros, 50% fica para a galeria. Portanto, de 1210€ o artista só recebe 500€. Desses 500€ vai pagar os materiais e os impostos. A isto tudo agrava-se o facto de haver meses em que se vendem algumas obras e haver outros em que não se vende nada.

Espero que tenham compreendido que se comprarem directamente ao artista, ele vai receber mais um míseros tostões.

 

www.miguelfazenda.com.sapo.pt



publicado por miguelfazenda às 19:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 7 de Agosto de 2007
Parabéns ao artista!!

 

Pois é, dia 6 de Agosto (ontem), fiz 29 anos. Estou a ficar velho. Aos 28, muita gente dizia que era um artista ainda muito novo. Será que agora já tenho idade de ser artista? O Schiele nunca chegou à minha idade e foi um grande artista.


sinto-me:

publicado por miguelfazenda às 00:44
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Domingo, 5 de Agosto de 2007
Arte e artistas

Certa ocasião, estava eu a conversar sobre rivalidades entre artistas e perguntaram-me se os artistas não se podem dar bem uns com os outros! Eu disse que é raro isso acontecer (Hoje em dia), mas é possível . Eu até achava interessante os artistas unirem-se e tentarem combater os lobbies das galerias de arte. Eu, em termos de pensamento de arte sou como o Van Gogh , sonho com uma comunidade de artistas onde todos trabalham com o objectivo incansável de criar coisas novas. Mas também tenho ódios de "estimação", principalmente quando vejo um colega artista que faz trabalhos de fraca qualidade e que toda a gente o acha magnifico e vende a preços exorbitantes. Nestes momentos é que passam umas dezenas de coisas pela cabeça. Não querendo ser radical, mas devia de haver a Ordem dos Artistas Plásticos, mas por outro lado estariam lá instalados uns lobbies monstruosos e seria inacessível a artistas como eu, que dizem mal de tudo e que fazem arte figurativa. É uma grande anarquia, mas se tivesse regras já não era arte, porque deixava de haver liberdade total.  Conclui-se então que no Caos da sociedade contemporânea o artista plástico tem que lutar pela sobrevivência e para impor a sua arte.

Uma professora de História da Arte da FBAUL dizia que o Picasso, apesar de ter sido o maior génio do séc. XX (em termos artísticos ), não teria conseguido divulgar o "gosto" cubista sozinho. Foi com a preciosa colaboração de Braque que o cubismo se desenvolveu. Acho que também preciso encontrar uma parceria. Não é por a minha pintura ser tão inovadora como o cubismo. Até pode não trazer nada de novo, mas tenho de confessar que por vezes torna-se complicado fazer este tipo de pintura sozinho. Acho que com um grupo de artistas unidos, poderíamos  "abalar" a arte abstracta!

 



publicado por miguelfazenda às 23:38
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Quarta-feira, 1 de Agosto de 2007
Portugal de férias e artista a trabalhar!
 
Já não actualizava o blog à algum tempo. Estive a trabalhar numa tela de grandes dimensões (que agora nem posso transportar, porque não tenho carro onde ela caiba) e em alguns projectos, nomeadamente na preparação de quatro telas para a comemoração do aniversário da Galeria 57 (Leiria). Acho incrível este mês, porque o país para completamente. As lojas estão fechadas, muitas galerias também fecham e os espaços que permanecem abertos estão com pouca vontade de trabalhar. Ainda dizem que vida de artista é fácil. Eu vou passar Agosto inteiro a pintar. Tenho uma tela para entregar num concurso em Espanha até ao final do mês e no início de Setembro existem várias bienais onde quero participar. Férias? Férias? Férias? Haverá tempo para descansar depois da morte. De qualquer modo, se eu estivesse duas semanas deitado numa toalha de praia ou a passear e a gastar dinheiro, em vez de descansar ficava doente!
Não deixem de visitar o meu site, para verem as novidades. www.miguelfazenda.com.sapo.pt
 


publicado por miguelfazenda às 09:09
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 25 de Junho de 2007
Arte
É bom reparar que existem galerias que funcionam muito bem, que dão atenção aos seus clientes e artistas. Fala-se tanto em "Crise", mas poucos se preocupam em utilizar estratégias para não entrar nessa crise. Parabéns à Galeria 57, pelo seu modo de funcionamento, pela sua simpatia e pela atenção que dá a todos os seus colaboradores.


publicado por miguelfazenda às 11:16
link do post | comentar | favorito

Sábado, 23 de Junho de 2007
Metade

 

 

 

 

Dia 22 de Junho realizou-se a pré-inauguração da minha nova exposição de pintura. E efectuou-se a venda de 50% das minhas obras expostas.



publicado por miguelfazenda às 13:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 21 de Junho de 2007
10 mandamentos
É completamente surreal o que aconteceu esta semana. A igreja católica decidiu escrever os 10 mandamentos do condutor e parece que um deles é o condutor benzer-se antes de colocar o veículo em marcha. Uma vez mais a igreja dá provas de ridicularidade e desadequação ao século XXI. Breve organizam sessões de terço em plena via publica.


publicado por miguelfazenda às 08:43
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quarta-feira, 20 de Junho de 2007
Insulto e Perseguição
Estamos numa época e país em que a pintura (sobre tela/madeira, etc. ) é constantemente insultada , perseguida e injuriada. Aparentemente só a instalação, o vídeo , a fotografia e a performance têm valor artístico em Portugal. Para mim isso resume-se tudo a "PREGUIÇA". Acham-se tão inovadores que provavelmente nem sabem que esse tipo de manifestação artística já existia à 30 anos atrás. Sinceramente acho que todas as formas de manifestação artística são válidas, mas irritam-me ver trabalhos de instalação e projectos conceptuais vencer concursos de PINTURA.  Ninguém sabe o que anda a fazer e não se cumprem regulamentos. E os membros dos júris ? Por que será que são quase sempre as mesmas pessoas em concursos diferentes? Parem de perseguir a pintura e em especial a pintura figurativa. Se não gostam, ignorem, mas não precisam atacar e tentar destruir. O próprio Picasso que questionou e revolucionou a arte era um grande amigo de Renoir e até tinha imensa inveja da genialidade de Matisse . Por que será que os artistas não se podem dar bem uns com os outros?


publicado por miguelfazenda às 17:13
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Terça-feira, 19 de Junho de 2007
Encontros imediatos de 3º Grau

Para muitas pessoas a arte é um encontro imediato de 3º grau. É uma coisa do outro mundo e um bicho de sete cabeças. O povo esqueceu-se que na Idade Média a arte era a Bíblia dos pobres", era feita para gente ignorante. Hoje em dia nem os ignorantes a entendem. Pode-se tirar duas conclusões, ou a arte está num nível intelectual demasiado superior ou os ignorantes são ainda mais ignorante do que à 600 anos atrás. É interessante ver pessoas super burras a tentar entender a arte. E pessoas totalmente ignorantes a fazerem-se de entendidos. Não estou a falar de ninguém em especial, mas da nossa cultura. Uma cultura da "aparência", em que interessa parecer e não ser.

Mas há honrosas excepções. Pessoas "deliciosas" a conversar sobre pintura e arte. Pessoas inteligentes e conhecedoras. Eu costumo dizer que quem comenta que o Picasso era abstracto ou que a arte naif é muito inovadora, etc. , mais vale ir ver a Floribella " na televisão.

Porque estou eu com esta conversa da ignorância? É simples. Toda a gente se queixa que em Portugal não se faz nada culturalmente, mas preferem ver novelas ou jogos de futebol em vez de ir a uma galeria ver uma exposição. Por enquanto não se paga para ver exposições e ninguém é obrigado a comprar as telas expostas.



publicado por miguelfazenda às 22:17
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 12 de Junho de 2007
Ser ou não ser...
A questão que se coloca neste momento na arte é: Ser ou não ser abstracto? Quanto a mim a resposta é fácil , é não ser. Mas pode-se perguntar se sou anti-arte abstracta, e eu digo que não. Também já fiz pinturas abstractas e provavelmente vou fazer algumas mais, mas para mim a arte deve-se centrar em torno da figuração e toda a sua expressividade. Existem excelentes abstraccionistas, mas a minha crítica à abstracção vem do seu "suposto" facilitismo. Milhares de artistas viram-se para este tipo de arte, para a instalação e para o vídeo , devido ao seu "aparente" grau de pouco esforço físico. Pensem nisso. Como dizem os conceptuais que andam a fazer esse tipo de obras "O valor da arte está  na intenção do artista", mas se o artista não tem conhecimentos técnico e teóricos de outro tipo de arte, a sua intenção resume-se apenas ao abstracto. Neste caso o seu leque de escolhas é só um, logo a sua intenção não tem valor, porque o artista não fez escolhas.


publicado por miguelfazenda às 12:55
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito

Quinta-feira, 7 de Junho de 2007
Portfólio

Não posso deixar de colocar aqui o link para o meu Portfólio online. O meu site é bem mais importante que o blog, portanto não deixem de visitar.

 

www.miguelfazenda.com.sapo.pt



publicado por miguelfazenda às 23:56
link do post | comentar | favorito

João Mário
Espero que ninguém leve a mal de eu andar a falar tanto no João Mário. Eu gostei imenso do pintor e da sua pintura. Confesso que saí do museu dele cheio de ideias para novas telas. Até já andei a usar a espátula. É claro que não domino a técnica como ele. É realmente extraordinário o que ele faz com a espátula. Acho que eu não tinha paciência para tanto pormenor. Ele é mesmo bom.


publicado por miguelfazenda às 23:53
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 6 de Junho de 2007
Arte figurativa?

Num encontro com pintores chamados "figurativos" reparei em várias questões que me fizeram pensar um pouco. As pessoas que falavam eram na sua maioria pintores de paisagem (Naturalistas ou realistas) e parte deles eram autodidactas ou ex-alunos do João Mário. Um deles dizia: "O meu trabalho é surrealista, portanto não me enquadro aqui, não sou figurativo!". Será que as pessoas não sabem a diferença entre figuração e abstracção? Ou será que para eles figuração é realismo? Se assim for, o surreal não pode ser realista! O Courbet dizia que não podia pintar anjos, pois nunca tinha visto nenhum! O que eu fiquei a pensar foi: "Se o trabalho deste homem não é considerado figurativo, imagino o meu!"

Só uma das pessoas que lá estava conhece alguns trabalhos meus, e tem espírito aberto, o suficiente, para compreender. Mas imagino se aquelas pessoas vissem o meu trabalho! Expulsavam-me de lá a pontapé. Uma associação de pintura figurativa devia ter espírito mais aberto. Espero ser aceite, mas depois de alguns comentários que ouvi lá... Acho que sou abstracto de mais para eles. Mas foi bom saber que há uma associação de pintores a defender a arte figurativa (apesar de ser diferente do que eu faço), eles deviam abrir portas à nova arte figurativa. Vamos esperar. Espero ser admitido.



publicado por miguelfazenda às 23:14
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim
pesquisar
 
Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

Há tecnicas e há técnicas...

Exposições

Cuidado com o "gato por l...

Roubo de obras de Arte

Remix

arquivos

Dezembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Março 2009

Setembro 2008

Julho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

todas as tags

links
Contador
Hit Counter
HTML Hit Counter
blogs SAPO
RSS